A Heineken na última semana apresentou seu programa de sustentabilidade que envolve a inauguração do seu Parque Eólico no Ceará.

Dentro os projetos apresentados estão:

Game Play

Trata-se de um aplicativo sobre consumo responsável. Primeiramente foi disponibilizado para apenas colaboradores e na sequência chegará ao público jovem. É um game play com 3 fases diferentes com processos relacionados a consumo responsável. Ao passar das 3 fases completa-se a missão.

Dado importante é que 66% do consumo de cervejas é feito por jovens entre 18 e 24 anos (consumo nocivo esporádico)

Planeta

“Ever drop”, cada gota de água conta muito para Heineken. Então a cervejaria busca eficiência dos indicadores para a utilização, consumo e melhorias no processo. A meta é nós próximos 3 anos chegar a 2,9 hectolitro de consumo de água por hectolitro de cerveja produzida.

SOS Mata Atlântica

A Heineken tem parceria com a SOS Mata Atlântica, regenerando fragmentos de mata Atlântica.

Startup SOMA

Parceria com a Startup Soma ajuda nas comunidades de baixa renda onde as pessoas levam os resíduos nos pontos de coleta nas comunidades para troca de pontos. Contribuindo na mudança de comportamento.

Parque Eólico

Com capacidade para gerar 112 mil MWh/ano, o parque eólico é a primeira instalação de uma cervejaria no País e o maior da HEINEKEN no mundo. A iniciativa, que contou com investimentos na ordem de R$ 200 milhões, conta com 14 aerogeradores e tem estrutura capaz de gerar o equivalente a 30% de toda a energia elétrica consumida pelas 15 cervejarias da Companhia no Brasil. Com o início do pleno funcionamento do parque, a HEINEKEN deixará de emitir 12 mil toneladas de CO2 por ano, proporcional a novas 400 mil árvores plantadas.

A inauguração do parque eólico é uma das grandes iniciativas que demonstram o compromisso e o investimento da HEINEKEN no Brasil. A operação reforça o posicionamento do Grupo e dá dimensão a um importante pilar de sustentabilidade da Companhia, que tem como objetivo reduzir as emissões de CO2 no meio ambiente. “Temos trabalhado em prol do país desde o início das nossas atividades por aqui. Agora, como um grande grupo, estabelecemos um plano robusto, em linha com nossos valores e crenças, e comunicamos nossa estratégia para a sociedade de forma transparente. Temos muito a fazer, mas estamos 100% empenhados em retribuir a confiança dos brasileiros”, afirma Nelcina Tropardi, Vice-presidente de Assuntos Corporativos & Sustentabilidade do Grupo HEINEKEN no Brasil.

A estratégia da HEINEKEN é traduzida pelo início do movimento “Mais com Menos”, que também convida à reflexão e mudança de comportamento de toda a sociedade. “Como segundo maior player do mercado nacional de cerveja, a HEINEKEN compreende sua responsabilidade com o futuro desta e das próximas gerações. Nossa estratégia segue o direcionamento global e abrange diferentes frentes, mas, neste primeiro momento, estamos investindo ainda mais esforços nos pilares de consumo responsável e de redução de emissões de CO2. Nesse sentido, fazer mais com menos será a premissa da nossa atuação”, complementa a executiva.

Globalmente, a HEINEKEN possui uma estratégia de sustentabilidade que aposta em práticas focadas em seis grandes pilares: saúde e segurança; proteção de recursos hídricos; redução de emissões de CO2; sustentabilidade na cadeia de fornecimento conscientização sobre consumo responsável; crescimento junto com as comunidades em que atua.

100% de energia limpa até 2023

No Brasil, além do parque eólico, o Grupo HEINEKEN conta com outras unidades produtoras de energia limpa, como caldeiras de biomassa nas unidades de Ponta Grossa (PR), Araraquara (SP), Alexânia (GO), Caxias (MA) e Itu (SP). Na unidade paranaense, a caldeira já é responsável por 100% da energia térmica para o funcionamento da cervejaria, o que, em 2017, representou uma redução de 57% nas emissões de CO2 nos nossos processos produtivos na localidade. “Nosso objetivo é implementar essa tecnologia nas outras 12 unidades do Grupo nos próximos três anos. Estamos olhando para um futuro próximo, no qual teremos 100% da nossa operação brasileira funcionando a partir de energia limpa até 2023”, completa a executiva.

Puggina

Paulistano, atua como Consultor na área de TI e bacharelado em Administração com ênfase em Marketing.