Desde 2016, sempre no mês de julho, a Cervejaria Dádiva lança a série Odonata, um lote limitado de uma Russian Imperial Stout envelhecida em madeira, que traz a cada edição um uso criativo de adjuntos e madeiras.

Em parceria com os especialistas Isadora Fornari e Maurício Maia, neste ano, a Cervejaria Dádiva decidiu explorar o universo das madeiras brasileiras para compor as Odonatas, #7 (envelhecida em barricas de Jaqueira), #8 (envelhecida em barricas de Jequitibá), #9 (envelhecida em barricas de Bálsamo) e #10 (envelhecida em barricas de Amburana).

Victor Marinho, sócio e Diretor Industrial da Dádiva, usou a base da Odonata, uma Russian Imperial Stout com teor alcoólico de 11,5%, para trabalhar processos paralelos de envelhecimento em quatro tipos de barricas de madeira por seis meses. “Quando se trata de uma mesma base e do mesmo tempo de envelhecimento, é muito desafiador encontrar resultados com personalidades tão diferentes. Neste processo, as madeiras foram fundamentais para despertar novas sensações sensoriais”, comenta.

A versão #7, com Jaqueira, tem dulçor bem presente. Traz no sabor nuances que lembram frutas passas. A Odonata #8, com Jequitibá, embora delicada, tem bastante complexidade de aroma e sabor, é seca e tem notas florais. O Bálsamo, na versão #9, se apresenta com um toque herbáceo intenso e mentolado, contrastando com a tosta da madeira. A Odonata #10, por outro lado, traz as características típicas da Amburana, deixando à mostra toda a doçura da baunilha e da canela na cerveja.

Luiza Lugli Tolosa, sócia fundadora da Cervejaria Dádiva, comenta que o uso de madeiras brasileiras em cerveja ainda é pouco explorado no Brasil, e muitas vezes restrito à madeiras mais conhecidas como a Amburana e, mais recentemente, a Jaqueira. “Por isso, escolhemos também trabalhar com madeiras que não são muito utilizadas no mercado cervejeiro nacional”.

Por outro lado, enquanto o mercado de cerveja artesanal ainda está começando a explorar as madeiras brasileiras, elas já são bastante exploradas no envelhecimento de cachaças. Por isso, para guiar a escolha das madeiras, a Dádiva convidou a consultora em cachaça, Isadora Fornari, e o chef de cozinha e cachacier Maurício Maia, para criar em conjunto a edição 2018 da Odonata.

Pensando em oferecer uma experiência única, a Cervejaria Dádiva, em parceria com o EAP – Empório Alto dos Pinheiros, oferece aos apreciadores de cervejas artesanais uma sugestão de harmonização das Odonatas com comidinhas que levam madeira em seu preparo.

A partir de 04/07, data em que acontece o lançamento da série Odonata 2018 ao mercado nacional no EAP, a casa vai trabalhar com uma régua de degustação das quatro versões de Odonata (doses de 100 ml cada) acompanhada por pequenas porções da casa trabalhadas com Jaqueira, Jequitibá, Bálsamo e Amburana. O preço será de R$ 54,00 e a degustação será válida até que dure o pequeno lote de chope dos lançamentos, separado especialmente para proporcionar este tipo de experiência aos consumidores.

Com produção limitada a 700 garrafas de cada versão, a série Odonata terá preço sugerido de R$ 48,00 (garrafa rolhada de 375 ml).

Convidados Odonata 2018

Isadora Bello Fornari

Apaixonada pelos sabores do Brasil, a paulistana é um dos principais nomes da cachaça do país. Tem na bebida nacional a conexão com o Brasil e com a terra. Atua em pesquisas e promove cursos, como o “Madeiras sabor do Brasil”, que trata sobre madeiras nativas. Trabalha no desenvolvimento do mercado de serviço de bebidas, seja através na RosarioRSR, empresa que fundou em parceria com Jean Ponce, ou do Travessias Brasil, projeto em que atua junto com o cachacier Mauricio Maia. Ministra cursos livres e dá aulas no SENAC, além de trazer em sua trajetória experiências em atividades de parceria com estabelecimentos do mercado gastronômico, como o Pirajá, Hospedaria, Futuro Refeitório, Amado, Origem e Aprazível, e prestar consultoria especializada a Globosat, na primeira série sobre cachaças intitulada Bendita Marvada.

Maurício Maia

Publicitário, chef de cozinha e cachacier, é especializado em bebidas destiladas pelo WSET (Wine and Spirits Education Trust) de Londres, autor do blog “Ocachacier“, no caderno Paladar do jornal O Estado de S. Paulo, e membro da Cúpula da Cachaça e do GEDEC (Grupo de Estudos e Degustação de Cachaças), onde estruturou o 1º Curso de Formação em Cachaça do país. Apreciador, pesquisador e professor na área da cachaça há mais de 20 anos, é um dos principais professores do país e um dos mais requisitados palestrantes do setor, tendo participado de cursos e eventos para clientes como Universidade Mackenzie, CanaBrasil, ProDrinks, SENAC, Adobe Software, Banco Itaú-Personnalité, Banco Itaú-Unibanco, BASF, Cisco do Brasil, Ernst & Young, Metro Jornal, Sky, Vivo e Volkswagen. Degustador ávido e curioso por natureza, possui catalogadas mais de 500 marcas de cachaça de todas as regiões do Brasil, buscando sempre compartilhar a informação e o conhecimento adquirido durante suas viagens.

Lançamento Odonata 2018
Evento aberto ao público
Data – horário: 04/07/18, às 19h
Local: EAP, Rua Vupabussu, 305 – Pinheiros, São Paulo – tel. 11 3031.4328
Régua de degustação: quatro versões de Odonata (doses de 100 ml cada) acompanhada por pequenas porções da casa, trabalhadas com Jaqueira, Jequitibá, Bálsamo e Amburana
Valor: R$ 54,00
Participação especial: cervejeiros e especialistas envolvidos no projeto Odonata 2018

Divulgação: LeadCo Press.

Jana Portela

Paulistana, atua na área de Comunicação Visual e formada em Publicidade e Propaganda.