Um dos grandes desafios da cerveja artesanal no Brasil é popularizar o consumo. E isso passa, também, pelo formato em que as receitas chegam ao público. A Cerveja Blumenau acredita que levar praticidade para o consumidor é um dos caminhos. Por isso, a partir de julho, as lojas, empórios, restaurantes, bares e supermercados recebem as edições em long neck da marca. Serão quatro estilos: Capivara Baby (Session IPA), Sun of a Peach (Catharina Sour), Ipê Amarelo (Hop Lager) e Alles Pilsen.

Elas estarão disponíveis em garrafas de 355ml e em embalagens com os 4 exemplares. As receitas são as mesmas comercializadas na linha tradicional, de 500ml.

De acordo com o diretor da cervejaria, Valmir Zanetti, o novo formato amplia as possibilidades de consumo e é uma porta de entrada para que mais pessoas queiram aderir ao movimento das artesanais. “Nas festas, na praia ou em locais mais informais, a long neck torna tudo mais prático. Entendemos que essa pode ser uma oportunidade de primeira experiência com a Cerveja Blumenau, assim como uma chance de que, quem já gosta dos nossos produtos, possa tê-los a disposição em várias situações”, comenta.

A Capivara Baby é uma Session IPA, versão menos alcoólica da original Capivara Little IPA. Tem 4,4% de teor alcoólico e 35 IBUs (unidade de amargor de vai de 0 a 120).

Já a Catharina Sour Sun of a Peach é a representante da marca no movimento que quer disseminar o estilo. Além de maltes, lúpulos, leveduras e água, leva na sua composição suco de pêssego. O teor alcoólico da receita é de 4,1% e 2 IBUs. Em 2016, levou medalha de prata no Australian Internacional Beer Awards.

A Ipê Amarelo é uma Hop Lager que está na linha da Cerveja Blumenau desde o lançamento. É uma lager lupulada, que tem 4,6% de teor alcoólico e 25 IBUs. Por fim, a Alles Pilsen é uma tradicional representante do estilo mais popular de cerveja, que tem 4,3% de teor alcoólico e 10 IBUs.

Puggina

Paulistano, atua como Consultor na área de TI e bacharelado em Administração com ênfase em Marketing.